OUVIDORIA  |  

Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular participa de aula inaugural do Curso de Licenciatura Intercultural para a Educação Básica Indígena

27/07 19:14

20160725_175923

A Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) em parceria com o Governo do Estado realizou na tarde de ontem (25), a aula inaugural do Curso de Licenciatura Intercultural para a Educação Básica Indígena, vinculado ao Programa de Formação de Docentes para a Diversidade Étnica no Maranhão – PROETNOS. O Secretário de Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves esteve presente no evento e ressaltou a importância da implantação do curso e como o Governo do Estado incentivou sua criação.

O curso é destinado a professores indígenas com nível médio e atende a uma antiga reivindicação indígena no que diz respeito à necessidade de manter a cultura indígena entre esta população. A UEMA tem como objetivo formar e habilitar professores indígenas em licenciatura intercultural em uma das três áreas do conhecimento, sendo elas, ciências da natureza, humanas e das linguagens para atender demandas das comunidades indígenas nas escolas de ensino fundamental e médio.

“Hoje, estamos reorganizando o sistema escolar indígena no Maranhão que tem como um de seus objetivos o desenvolvimento dos povos tradicionais do Estado e consolidar os direitos deste povo. É importante destacar o trabalho da UEMA em criar o curso que é uma reivindicação antiga e que está sendo atendida pelo atual governo do estado que atende a diversas demandas e faz um esforço necessário para encontrar melhores soluções para fortalecer e consolidar a educação indígena no estado”, ressaltou o Secretário de Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves.

Os indígenas que já atuam nas salas de suas aldeias, serão qualificados em curso de nível superior para, posteriormente, produzir materiais didáticos específicos e diferenciados visando a garantia da autonomia político-pedagógica das escolas indígenas.
20160725_184611

Segundo a coordenadora do curso, a professora Marivania Leonor Souza Furtado a aula inaugural é a realização de um sonho. “Este curso nasceu das demandas dos próprios indígenas que em diversos momentos e fóruns externaram ao poder público a necessidade desse projeto grandioso que é o Curso de Licenciatura Intercultural para a Educação Básica Indígena”, afirmou a educadora.

Os maiores beneficiados serão a população indígena que, em breve, terão professores habilitados para dar aulas e prosseguimento a cultura dos primeiros habitantes do país que lutam diariamente para manterem suas raízes culturais vivas e fortalecidas. Silvio Guajajara é da aldeia Guajajara, situada na região do Centro Maranhense, coordenador Comissão Estadual de Articulação de Políticas Públicas para os Povos Indígenas e acredita que o curso é de suma importância para os povos indígenas pelo cenário em que os mesmos vivem atualmente. “Este momento é para que possamos refletir amplamente sobre os indígenas e também, uma etapa impar para o governo do estado que traz essa nova possibilidade para estes povos. Quando se fala da educação intercultural indígena nós pensamos numa educação diferenciada dentro das nossas aldeias”, completou o indígena.

Estiveram presentes na mesa de abertura, o Reitor da UEMA, Gustavo Costa, o Secretário de Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves, João Batista Botelho, representando o IFMA, Claudinei Rodrigues, representando a SEDUC, e a professora Auzenira Guajajara, coordenadora Pedagógica do Curso de Licenciatura Intercultural para Educação Indígena, além de convidados.

Endereço: Av. Jerônimo de Albuquerque, S/N, 2º Andar, Bloco A, Edifício Clodomir Milet,

Calhau- São -Luís/MA. CEP: 65074-220

Telefone: (98) 3256-5330

SEDIHPOP

Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular