• Instagram

Após milhares de entregas, Plano Mais IDH faz nova maratona de inaugurações nesta quarta-feira (13)

10866_casas_entregues_pelo_plano_mais_idh_8248246751122093294

Casas, Escolas Dignas, Sistemas de Abastecimento de Água, Rua Digna, kits profissionais, atendimentos médicos, exames e outros serviços. Essas são algumas das entregas que serão feitas na próxima quarta-feira (13) em mais uma edição da Caravana Mais IDH. Trata-se de um esforço concentrado para melhorar a qualidade de vida dos moradores das 30 cidades mais pobres do Maranhão.

A ação faz parte do Plano Mais IDH, lançado pelo governador Flávio Dino logo no início da gestão, em 2015. O Plano vem fazendo mudanças em diversas áreas, como saúde, educação, moradia, infraestrutura e produção agrícola.

Um dos pilares do Plano Mais IDH, por exemplo, é a Força Estadual de Saúde do Maranhão (Fesma), criada por Flávio Dino para levar médicos às casas dos moradores. Isso ajuda na prevenção de doenças e também no tratamento dos pacientes, com foco nas mulheres, crianças, em hipertensos e diabéticos.

São 120 profissionais que percorrem os mais isolados povoados, muitas vezes superando diversos obstáculos para chegar até os moradores. Já foram feitos mais de 750 mil atendimentos pela Fesma.

a1c8fde2-d7c0-4c30-89ba-e3c8707a2a03

“A equipe da Força me ajudou muito quando eu estava grávida da minha filha. Moro longe da sede do município e era muito difícil conseguir atendimento de saúde. Com a Força ficou muito melhor, pois eles me consultaram na minha casa”, diz Renata Silva, moradora de um povoado de Santa Filomena.

O cuidado com a saúde é complementado pela Carreta da Mulher Maranhense, que faz consultas e exames médicos (coleta de exame preventivo do colo do útero, testes rápidos de HIV, sífilis e hepatite, vacinação, etc). Já foram cerca de 20 mil atendimentos nas cidades do Mais IDH. Para ajudar nas ações, Ônibus Lilás, também voltado às mulheres, fez 1.500 atendimentos nesses municípios.

Para melhorar o transporte dos pacientes, o Governo do Maranhão entregou até agora 21 novas ambulâncias totalmente equipadas para cidades do Mais IDH, além de 16 Odontomóveis.

 

Agricultura 

10866_sisteminhas_de_agricultura_familiar_estimulam_producao_1054704136407066950-768x512

O Plano Mais IDH tem 90 técnicos circulando entre as cidades para ajudar os pequenos agricultores e pescadores a aumentar e melhorar a produção. Além disso, são entregues equipamentos, sementes, produtos e recursos para que a produção se torne sustentável e ajude a economia dos municípios.

Já foram instalados, por exemplo, 8 mil Sistemas Integrados de Tecnologia Social. É com esses equipamentos que os agricultores familiares montam e incrementam a produção.

São mais de 700 toneladas de sementes distribuídas entre os agricultores do Mais IDH. As entregas também incluem cerca de 200 kits de irrigação, 21 patrulhas agrícolas (trator, sulcador e carreta) e sete motoniveladoras para ajudar a abrir e melhorar estradas rurais.

O Plano também já fez mais de 100 Feiras da Agricultura Familiar, capacitando centenas de agricultores e feirantes. Para estimular o comércio dos produtos, foram entregues 230 kits Mais Feira.

O Governo do Maranhão também executa, junta com a União e os municípios, o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). São mais de 1.500 agricultores beneficiados com as vendas do PAA Leite nos municípios do Mais IDH.

O pacote de auxílio aos produtores inclui ainda cinco Centrais de Abastecimento da Agricultura Familiar, com caminhão-baú frigorífico, balança eletrônica, freezers e outros itens.

 

IMG-20180120-WA0378

Educação

O Escola Digna tem construído colégios de alvenaria em substituição às estruturas improvisadas de taipa, palha, galpões ou outros estabelecimentos considerados inadequados pelo Ministério da Educação.

Os investimentos em estruturas de qualidade têm garantido, além do bem-estar e proximidade dos alunos, novas perspectivas aos professores, capacitados durante a etapa de reorganização da rede de ensino.

Uma delas é Maria das Dores Cesar Quirino, professora da Escola Municipal de Educação Básica Boa Esperança, instalada no povoado Bacabal, em Fernando Falcão. Ela conta que a mudança não é só de estrutura: “Vai mudar tudo porque a gente trabalha em uma estrutura muito fraca, as crianças não têm espaço e temos que improvisar a separação de turmas para que eles não fiquem sem aulas. A nova escola, como o nome diz, trará dignidade para alunos e professores”, diz a professora.

Os esforços na educação incluem o Sim, Eu Posso!, que vem alfabetizando jovens, adultos e idosos. São 27 mil alunos envolvidos na primeira e na segunda fase, que está em fase de conclusão.

O Sim, Eu Posso! também faz consultas oftalmológicas gratuitas e a distribuição de óculos àqueles que precisam do apoio das lentes para seguir com o aprendizado: já são mais de 11 mil armações distribuídas.

Para garantir a permanência dos alunos nas salas de aula, desde 2016, auxílios anuais direcionados pelo Bolsa Escola têm apoiado estudantes e suas famílias na compra de materiais didáticos, como livros e cadernos. Nos municípios que integram o Plano Mais IDH, o projeto garantiu o beneficiamento de mais de 95 mil alunos.

As transformações levadas às cidades podem ser traduzidas também na entrega de 50 mil uniformes, doados a alunos da rede estadual de ensino, e de 30 ônibus escolares entregues a cada uma das cidades que integram o Plano Mais IDH.

Ainda fazem parte do esforço a instalação de 150 Bibliotecas Rurais, ampliando o acesso à leitura, e a realização de aulões preparatórios para o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem).

Moradia

O Minha Casa Meu Maranhão já entregou 400 unidades habitacionais nas cidades de Água Doce do Maranhão, Amapá do Maranhão, Lagoa Grande do Maranhão e Santa Filomena do Maranhão. Outras 1.100 unidades estão em execução em 11 municípios. O Plano prevê a construção de 3 mil casas nos 30 municípios.

Quem já está de casa nova é Hosana da Conceição, moradora de Água Doce do Maranhão. Ela passou anos sem dormir direito à noite com medo de o teto cair: “As madeiras já estavam todas podres. Agora tá tudo bem, já durmo à noite”, contou após a mudança de casa.

Ruas Dignas

O Mutirão Rua Digna é um programa que melhora vias que jamais haviam recebido atenção do poder público. E o trabalho é todo feito pelos moradores, que recebem uma renda enquanto dura o mutirão. Ou seja, a rua fica nova e os moradores conseguem um trabalho temporário.

Nas cidades do Mais IDH, 34 projetos estão em execução e 26 estão em fase de seleção. São 23 municípios atendidos. E as obras já foram concluídas em Cajari e Primeira Cruz.

“Tá ótimo o calçamento, facilitou muita coisa. A gente adoece, liga para a ambulância e já vem mais rápido. Se precisar do mototáxi, também vem. Antes não tinha nada disso”, diz Tatiele Ferreira, moradora de Primeira Cruz que antes vivia numa rua de areia.

Mais Asfalto 

Parte dos 2.500 quilômetros de pavimentação que o Mais Asfalto levou a todas as regiões do Maranhão desde 2015 está nas cidades do Mais IDH.

“É muito bacana trazer o asfalto porque aqui já estava tudo ruim. Com esse asfalto passando, vai tirar toda essa poeira, lama. Eu faço caminhada, porque tenho marca-passo e o médico me indicou para caminhar. Quando chove, eu tenho medo de andar e cair nos buracos. Com a rua arrumada, vou fazer minhas caminhadas mais tranquilas”, disse a aposentada Maria Eva Alves Ribeiro sobre a recuperação da rua do Comércio no município de São Roberto.

Entre as obras do Mais Asfalto nas cidades do Mais IDH, já foram concluídos mais de 140 quilômetros de rodovias. E mais de 450 quilômetros estão em execução.

Água

Boa parte dos esforços está concentrada para levar água a quem sempre teve dificuldade de acesso a esse recurso essencial. Já foram entregues, por exemplo, mais de 70 Sistemas de Abastecimento de Água. São milhares de famílias beneficiadas. E outras dezenas de sistemas estão em execução neste momento.

O Plano Mais IDH também distribui cisternas para escolas de comunidades rurais e produtores de baixa renda, para que possam produzir o ano todo. Dentro das 30 cidades do IDH, quase 1.400 cisternas estão em execução, e muitas já foram inauguradas.

Para reduzir o problema de falta de banheiros e sanitários nas casas, estão sendo instalados mais de 700 kits sanitários nas cidades do Mais IDH.

Cozinhas Comunitárias 

As cidades do Mais IDH vão receber Cozinhas Comunitárias para combater a fome e melhorar a alimentação dos moradores. São locais que fornecem refeições saudáveis e equilibradas.

Essas cozinhas seguem o modelo das que já existem em São Luís e Alcântara, que fornecem as refeições gratuitamente e garantem cursos e ações sociais para a comunidade.

Estão sendo construídas 30 cozinhas desse tipo nas 30 cidades do Mais IDH. Várias delas já estão em fase de conclusão e serão entregues em breve.

Cidadania

Uma das áreas de atuação do projeto lançado pelo governador Flávio Dino é a cidadania. O Juventude com Ciência, por exemplo, leva projetos de estudantes e professores do ensino médio para as cidades do Mais IDH. A primeira edição selecionou 12 projetos para as cidades de Araioses, Serrano do Maranhão, Governador Newton Bello e Brejo de Areia.

Também já foram entregues 11 Centros de Referências de Assistência Social (Cras) nos municípios do Mais IDH. Essas unidades são a porta de entrada para conseguir benefícios sociais como o Bolsa Família e o Bolsa Escola.

Outra iniciativa é a Rota Quilombola, que ajuda moradores a produzir e gerar renda. O foco, como diz o próprio nome, são as comunidades quilombolas. Atualmente, cinco rotas estão oficializadas, com 50 comunidades integrantes, beneficiando mais de 3 mil famílias.

Os resultados incluem a entrega de cinco Sistemas Simplificados de Abastecimento e de cinco sistemas produtivos de hortaliças irrigadas, melhorias em 40 km de estradas vicinais, instalação de 10 antenas de wi-fi em quilombos e construção de Escolas Dignas, além de oficinas de assistência técnica e extensão rural.

Para garantir serviços como documentação e atendimento de saúde, foi criado o Mutirão Mais IDH. São diversas secretarias envolvidas, incluindo o serviço móvel do VIVA/Procon. Além disso, foi inaugurada uma unidade fixa do VIVA/Procon em Araioses, com mais de 20 mil atendimentos já feitos.

As cidades

Atualmente, integram o Plano Mais IDH os municípios de Afonso Cunha, Água Doce do Maranhão, Aldeias Altas, Amapá do Maranhão, Araioses, Arame, Belágua, Brejo de Areia, Cajari, Centro Novo do Maranhão, Conceição do Lago-Açu, Fernando Falcão, Governador Newton Bello, Itaipava do Grajaú, Jenipapo dos Vieira, Lagoa Grande do Maranhão, Marajá do Sena, Milagres do Maranhão, Pedro do Rosário, Primeira Cruz, Santa Filomena do Maranhão, Santana do Maranhão, Santo Amaro do Maranhão, São Francisco do Maranhão, São João do Caru, São João do Sóter, São Raimundo do Doca Bezerra, São Roberto, Satubinha e Serrano do Maranhão.

Desenvolvimento © SEATI | www.seati.ma.gov.br