• Instagram

Unidades da Funac iniciam atividades de escolarização

Em 13/04/2019

FUNAC AULAS

A educação é um direito fundamental e assegurada, também, aos adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa nas unidades da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac), em articulação com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e com as secretarias municipais. Mais que um direito, a educação é um dos caminhos para a desvinculação do adolescente à prática do ato infracional.

Nesta semana, em Timon, os socioeducandos iniciaram animados as atividades da escolarização, com aula inaugural realizada no Centro Socioeducativo da Região dos Cocais. Em ação intersetorial, a Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio da coordenação do Programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA), garantiu a disponibilização dos professores e realizou a entrega de fardamentos e materiais didáticos para as aulas.

Um dos adolescentes disse que está com boas expectativas e espera mudar seu futuro pela educação. “Gostei muito de voltar a sala de aula, pois eu parei de estudar há dois anos para ajudar minha família. Pretendo aproveitar ao máximo para aprender e após cumprir minha medida continuar os meus estudos”, afirmou.

“As ações intersetoriais são fundamentais para a socioeducação”, frisou a presidente Elisângela Cardoso. “Pelo princípio da incompletude institucional, a Funac deve executar o atendimento socioeducativo articulado com outras políticas públicas, principalmente a educação, seja no âmbito estadual ou municipal, e contamos com o empenho e apoio das equipes da educação para as atividades de escolarização nas unidades, fortalecendo a desvinculação dos adolescentes com o ato infracional”, acrescentou.

Segundo a coordenadora do EJA do município, Iris de Oliveira, somente a Educação pode transformar o destino de uma pessoa. “O ensino é o melhor caminho para a ressocialização desses jovens. A Semed também coopera com eles ao disponibilizar psicólogos que realizam palestras motivacionais”, comentou.

Educação para todos

As unidades da Região Metropolitana de São Luís e Imperatriz também já iniciaram as atividades de escolarização e cerca de 350 adolescentes que cumprem medidas participam das ações dos programas/projetos de Ensino Fundamental globalizado, Ensino Médio normal, Educação de Jovens e Adultos, alfabetização e reforço escolar.

“Temos um planejamento para a execução das atividades de escolarização e as escolas de referência para atender as medidas socioeducativas, assim como o suporte necessário para as atividades, de modo que os adolescentes possam dar continuidade aos estudos. É uma forma de inibir a reincidência em ato infracional e promover a ressocialização”, destacou Ludmilla Furtado Moraes, da coordenação da educação de jovens e adultos da Seduc.

Este ano, as unidades realizaram as jornadas pedagógicas dos docentes e as sensibilizações com os socioeducandos, uma forma de incentivo para o bom desenvolvimento nos estudos. “A nossa expectativa é que os adolescentes possam internalizar os conteúdos que serão repassados, e ao final do ano letivo, apresentar o que eles aprenderam por meio das mostras científicas e feiras de ciências. Em 2018, tivemos trabalhos muito interessantes que demonstraram o potencial dos adolescentes e aguardamos bons trabalhos para este ano também”, ressaltou Nelma Pereira, coordenadora dos programas socioeducativos da Funac.

 

Endereço:

Av. Jerônimo de Albuquerque, S/N, 2º Andar, Bloco A, Edifício Clodomir Milet,
Calhau- São -Luís/MA. CEP: 65074-220

Telefone: (98) 3256-5330

Desenvolvimento © SEATI | www.seati.ma.gov.br