• Instagram

Enfrentamento da hanseníase é prioridade nos municípios do Mais IDH

Em 5/07/2019

Os casos de hanseníase no estado do Maranhão ainda são alarmantes, o estado ocupa o segundo lugar em casos diagnosticados da doença que tem o tratamento acessível e gratuito na rede pública de saúde. Na manhã dessa sexta-feira (05), o estado recebeu a visita do senhor Yohei Sasakawa, embaixador da Boa Vontade da Organização Mundial de Saúde (OMS), no Encontro Maranhense: Experiência do Maranhão na Luta pela Redução da Carga de Hanseníase.

De acordo com o secretário de saúde do Maranhão, Carlos Lula, a hanseníase tem sido enfrentada no estado com empenho, por meio da Força Estadual de Saúde (Fesma), que realiza o atendimento à população e atua no diagnóstico precoce. “O Maranhão é o estado que mais diagnostica casos em crianças, só no ano passado foram 312 ocorrências, realizamos, nos últimos anos, diversas iniciativas para o enfrentamento da hanseníase, como campanhas educativas nas escolas e formação com os profissionais de saúde, além de distribuição de quites para o diagnóstico da doença”, disse.

Mais IDH

Segundo o secretário de articulação de Políticas Públicas, Marcos Pacheco, a atuação do governo no enfrentamento à hanseníase é baseado nas cidades que compõem o Plano Mais IDH, onde o índice de desenvolvimento humano é muito baixo, com casos de pobreza extrema e e desigualdades sociais alarmantes.

Sobre o assunto, o secretário adjunto de Promoção do IDH, da Sedihpop, Bruno Lacerda, entende que a parceria com a fundação Nippon reforça o compromisso no enfrentamento a essas mazelas. ”Essa audaciosa ação se soma ao esforço dos últimos quatro anos e meio no âmbito do Plano Mais IDH e da Fesma para garantir dignidade às populações mais vulneráveis do estado do Maranhão”, disse.

No Maranhão, a fundação Nippon, presidida por Yohei Sasakawa financia o Projeto Abordagens Inovadoras para intensificar esforços para um Brasil livre da Hanseníase nos municípios de São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Alcântara e Raposa. O projeto inclui também municípios de outros cinco estados e a fundação doou 50 mil dólares para financiamento das ações relacionadas.

Endereço:

Av. Jerônimo de Albuquerque, S/N, 2º Andar, Bloco A, Edifício Clodomir Milet,
Calhau- São -Luís/MA. CEP: 65074-220

Telefone: (98) 3256-5330

Desenvolvimento © SEATI | www.seati.ma.gov.br